A Pirataria no mundo dos games

Post escrito por: AdrPotter | 07/08/2013 | 13h00min

Olá, venho até vos com mais um post, sei que vocês gostariam que eu falasse de um jogo mas hoje vim abordar um tema bem polêmico nesse meio, a pirataria.

Bom, inicialmente pergunto aos queridos leitores, quem nunca em sua adorável vida aproveitou aquela bela promoção, 5 cds por 1 real cada, ou 3 por 5 ou quem sabe compre um leve 8 na banca mais próxima? Difícil encontrar alguém que diga que nunca fez isso. Talvez o filho daquele milionário? E esse já fez coisa muito pior.

Mas não estou aqui para discutir essa velha questão da pirataria em geral, mas sim no mundo dos games, o que isso afeta? Levando-se em consideração que a indústrias dos jogos eletrônicos fatura o dobro de hollywood eu diria que a pirataria não atrapalha em nada.

Na grande maioria dos casos ajuda a promover o jogo, se ele for bom a pessoa vai querer comprar. Mas como vimos em outro post, nem sempre os jogos valem nosso dinheiro.

As grandes empresas de games, obviamente, querem ganhar mais. Então eles calculam que quem compra ou baixa jogos piratas se comprasse seus jogos o lucro seria infinitas vezes maior. Mas isso é um erro, pois quem baixa ou compra os jogos de maneira "ilegal", se não tivesse a opção do pirata, não iria comprar o original apenas ficaria sem jogar, simples assim. Ou pegaria emprestado ou compraria usado algum tempo depois.




Um caso recente, é do jogo para smartphones Dead Trigger que passou a ser gratuito devido a pirataria. Isso é o que é dito em vários sites pela rede.

Mas será que isso é mesmo verdade? Vamos analisar o seguinte:




1º O jogo é uma merda, fato. Extremamente fácil e com controles ruins.

2º No Android só existe uma forma de comprar na Play Store, que é através de cartão de crédito. Ou seja, se você não tiver um cartão de crédito ou por outra escolha não querer vincular ele ao seu smartphone não poderá comprar o aplicativo. Na era da tecnologia não temos outra forma além dessas de conseguir estes aplicativos, perai temos sim!! Baixar o piratão tá resolvido.

Uma mentira descarada que se vê por ai é de que o Android é desenhado para ser pirata por ser um sistema de código aberto proveniente do Linux. Por favor, o Windows só é o S.O mais usado por ser fácil de piratear, e tudo, tudo o que é lançado para ele é pirateado facilmente. E o sistema da Microsoft não é aberto(naum mim dinga??!!!)

Para mim esses dois fatos acima, foram fundamentais para o Dead Trigger ter sido pirateado. Voltando para desktops e consoles, seus jogos são extremamente caros. Como se não bastasse isso, aqui no Brasil ainda pagamos mais caro por causa dos impostos.

Na época do Super Nintendo ele tinha seus cartuchos "paralelos", que possuíam um valor menor que os originais.

Até o Nintendinho sofreu com as cópias paralelas, quando a Nintendo tentou lançar o Famicom Disk System, um sistema de disquete para o NES que fazia com que o console pudesse rodar jogos maiores. A Nintendo fazia sua estreia no mundo da gambiarra. E claro que não funcionou e a empresa desistiu da ideia adotando aqueles cartuchos gigantescos.

A Sony, com seu Playstation ganhou notoriedade e fama, pelo menos aqui no país, graças a pirataria, já que seu console não foi vendido oficialmente por essas bandas.

Portanto para concluir, não acredito que a pirataria prejudique a grande indústria, mas sim os pequenos desenvolvedores como os de jogos índies, que possuem muito menos recursos. Além do mais jogos originais permitem jogar online e atualizações sem esquentar a cabeça para fazer um jogo funcionar. É muito mais cômodo ter um jogo original, mas ainda não vale o preço que é cobrado.

É isso ai, comentem e me digam sua opinião. Eu sei que muita gente paga de playboy e puritano na internet , e esses vão dizer que eu falei merda. Mas fazer o que? Cada um com suas ideias.

Abaixo tem uma pérola do You Tube. Onde uma senhora quer seus direitos por tem usado software pirata, Até a próxima!

4 comentários :

  1. Excelente post Adrebersol.
    Primeiramente falando,esse Dead Trigger uma tremenda bosta,no começo é até legalzinho mas depois enjoa que é uma beleza,fica repetitivo demais,e ainda você tem que ficar comprando os bagulho com dinheiro real,ou seja é um "Free To Play but you need money to win in the first time"!!! >:(

    Os taxas de imposto no Brasil são absurdas,principalmente quando se trata do universo gamer,eles chegam a cobrar até 60% do valor do produto,exemplo,um Wii custa 150 dólares,convertendo para reais ficaria por volta de 320,mas com esses impostos,acaba ficando na casa dos 600,é uma situação muito triste,temos que ficar procurando em várias lojas para achar um bom preço.

    E a pirataria é como se fosse uma espécie de Demo do jogo,se gostar você pode até comprar original,o problema é que hoje em dia muitos jogos vem com um marketing pesado,acaba enganando as pessoas "bobas",mas os espertos,baixam a versão pirata e veem os erros do jogo,e não compram,porque o jogo é uma merda.Como você disse,ela só atrapalha os produtores indies,pois para as grandes empresas,as vezes até ajudam (como o PS2 que rendeu toneladas de dinheiro pra Sony).
    E mais uma vez,excelente post Adriano,queria publicar aquele seu post "Que porcaria, isso é um jogo?!" no UnitedGamers,eu posso?
    Claro,vou dar os créditos e tudo mais...é porque aquele post foi genial,merece ser divulgado.

    ResponderExcluir
  2. Fala GF. Valeu pelos elogios. Os impostos são ridículos mesmo. Dobram o valor dos jogos, ai os babacas vão la e compram na pré venda. Pode usar o post sim. Mas só peço que não modifique nada nele, claro se quiser fazer uma citação inicial ou final não tem problemas, valeu.

    ResponderExcluir
  3. Beleza Adriano,obrigado.
    Apesar dos impostos serem absurdos (e a mente fraca das pessoas também),pelo menos está melhor do que na época da ditadura militar,LOL,meu Deus.

    ResponderExcluir
  4. Vivo em um país onde para comprar um console de última geração mais cinco jogos são necessários seis salários mínimos, então, pirata neles.

    ResponderExcluir